Empresa Serviços Soluções Notícias Contatos

Na década de 80, os primeiros caixas automáticos (ATMs) utilizaram a senha e o cartão magnético. Isso representou um grande avanço na segurança já que, além do conhecimento (senha), necessitava-se de objeto (cartão) para efetivar uma transação.

Passados mais de 20 anos, o número de fraudes que ocorrem diariamente com cartões “clonados” e saques indevidos, principalmente devido à facilidade técnica em duplicar os cartões magnéticos, acarretam em milhões de dólares de prejuízo para os bancos e transtornos para os clientes envolvidos.

A forma de impedir este tipo de fraude é a tecnologia biométrica que utiliza-se de uma característica pessoal única para reconhecer o usuário, e não um cartão magnético e uma senha.

As soluções da ID TECH estão disponíveis para aplicação imediata nos caixas eletrônicos em uso atualmente e o investimento necessário para isso é uma fração do valor do prejuízo causado pelo roubo de identidade no Brasil.

O uso de tecnologias biométricas em ATMs já foi testado e aprovado em projetos no exterior. Os índices de aprovação, tanto pelos bancos como pelos clientes, foram notáveis. As necessidades de segurança ainda mais exigentes no Brasil fazem dessa tecnologia a solução mais adequada para prover melhor serviço aos clientes de instituições financeiras.

A experiência da equipe da ID TECH com caixas ATMs inclui projetos como: Banco 24 Horas (TecBan), Banco 30 Horas (Unibanco), Projeto BioSaque (Unibanco) e consultoria em nacionalização da tecnologia Fujitsu para o Brasil.

    © 2006 ID TECH. Todos os direitos reservados.